14 agosto 2010

Maquiagem na cena musical.

Não é novidade pra ninguém que assim como a moda, a música também funciona como espelho da sociedade. Sendo assim, moda, música e comportamento são coisas que andam de mãos dadas o tempo todo. E não é de hoje que música e maquiagem tem uma relação tão sincrônica e perfeita. Duvida? é o que vamos ver agora! :)


Nos anos 80 os delineadores e gel dos punks foram dando espaço às máscaras, aquelas pinturas no rosto que iam desde o gótico/heavy metal até os rostos cheios de *Pancake dos New Romantics.
David Bowie

Nos anos 90, com a ascenção do grunge, veio aquela onda do look detonado/acabado. A cara suja, cabelo ensebado numa coisa meio anti-glam com estética punk suave associados à bandas dos anos 70 como o The New York Dolls. O estilo era arrasado, mas se voce não era muito adepto a alguns dias sem banho, o make fazia o trabalho por voce.


The New York Dolls


Do Grunge surgiram os Emos - que dispensam qualquer comentário sobre maquiagem né? E do gótico vieram os *Cyberpunks, com seus batons fluorescentes e rostos pintados de branco.


Robert Smith - The Cure


Nos anos 90 a cena musical começou a mudar com o sucesso de bandas indie e do electro. Fischerspooner, porta-voz do *eletroclash deu novo tom ao uso de maquiagem na cena musical, trazendo a teatralidade de volta para a música influenciando uma série de outras bandas. Até o Kiss que estava abandonando todo seu arsenal de maquiagem no começo dos anos 90, decidiram voltar com tudo!



Kiss


Fisherspooner


Bem, tentei mostrar resumidamente como ainda hoje isso continua acontecendo. E apesar de toda a montagem e todo esse teor de fantasia que a maquiagem representa nesses casos, não há como negar que é a partir daí que saem, bem mais diluídas, inspirações para a vida real. Afinal quantas coisas que vestimos hoje não surgiram em cima dos palcos ou nas pistas de dança?





*Pancake é um produto que fixa bem, fecha os poros e impede a transpiração excessiva.
*Cyberpunk é uma subcultura, uma vez que dela fazem parte a mistura entre música eletrônica, rock, moda, animações, quadrinhos, etc.
*electroclash é um termo criado pelo Dj americano Larry Tee para identificar um tipo especial de música eletrônica que estava surgindo em Nova Iorque por volta do ano 2000. Este novo som tinha como base o electro dos anos 80, porém com uma nova roupagem.

6 comentários:

  1. Oi flor, tem 5 selinhos para seu blog lá no BF, fique a vontade para pegar ok, bejos linda, sucesso sempre!

    http://bipolaridadefeminina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Gostei do post!
    O David Bowie é ótimo!
    Tbém gosto muito do estilo do Robert Smith.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa dorei o post adorava o David Bowie o resto nao rs

    Beijinhos 1000
    Cris

    www.manualdeperua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei!
    Robert e David principalmente *-*

    Beijo :*

    ResponderExcluir

Volte sempre! :*